woohoo news

notícia


17/8/2012

Mineirinho é o melhor do primeiro dia em Teahupoo

Mineirinho atingiu imbatíveis 19,43 pontos com as notas 9,83 e 9,60 nos tubos mais profundos da quinta-feira


O Brasil brilhou de novo nos tubos de Teahupoo, agora com Adriano de Souza fazendo a melhor estreia no primeiro dia do Billabong Pro Tahiti 2012. Mineirinho atingiu imbatíveis 19,43 pontos com as notas 9,83 e 9,60 nos tubos mais profundos da quinta-feira de ondas de 3-5 pés na bancada mais perigosa do ASP World Tour.

O paulista Gabriel Medina e o cearense Heitor Alves também venceram as suas primeiras baterias e para fechar o dia, o bicampeão da Von Zipper Trials, Ricardo dos Santos, despachou o sul-africano Jordy Smith na repescagem. Quatro brasileiros já estão na terceira fase e quatro vão disputar a repescagem nesta sexta-feira, com um duelo verde-amarelo entre o catarinense Alejo Muniz e o potiguar Jadson André.

“Estou muito feliz por começar tão bem o campeonato”, disse Adriano de Souza. “No ano passado, as ondas estavam bem maiores, com 10-12 pés, mas hoje (quinta-feira) estava bom também, bem divertido. Eu só pensei em pegar bons tubos e os juízes gostaram, então fico feliz pelas notas também”.

Mineirinho vem fazendo mais uma boa temporada e no momento é o quarto na corrida pelo título mundial, liderada pelo australiano Mick Fanning. No mês passado, Adriano conquistou uma vitória emblemática em uma das melhores ondas do mundo, Jeffreys Bay, mas no ano que o Billabong Pro da África do Sul foi uma etapa do ASP 6-Star e pela primeira vez não valeu pelo WCT.

“Eu estou tendo um bom ano, mais consistente acho. Mas, todo ano eu me concentro no que eu preciso melhorar e trabalho bastante em cima disso. Eu me sinto mais confiante, forte, bem fisicamente, além do que minhas pranchas também estão muito boas e o equipamento é essencial nas competições”, analisou Adriano de Souza.

REPESCAGEM INICIADA - O catarinense Willian Cardoso, que substitui o contundido Raoni Monteiro no Taiti, estreou junto com Mineirinho e vai abrir a sexta-feira enfrentando o australiano Julian Wilson no terceiro duelo da repescagem. Ela foi iniciada no primeiro dia, mas só aconteceram as duas primeiras baterias.

Antes da estreia fantástica de Adriano de Souza, quem já havia brilhado em Teahupoo foi Ricardo dos Santos, que conquistou um inédito bicampeonato consecutivo na triagem para o Billabong Pro Tahiti. O catarinense não achou os tubos na quinta-feira e perdeu para o vice-campeão mundial Joel Parkinson, mas depois fechou o dia com a quarta vitória brasileira.

Ricardinho conseguiu fazer o que mais gosta em Teahupoo e derrotou o número 8 do ASP Tour, Jordy Smith, por 15,37 a 9,67 pontos. Agora, seu próximo adversário deve ser Kelly Slater. Isto porque o taitiano Alain Riou, que também se classificou para esta etapa pela triagem, foi batido pelo líder do ranking, Mick Fanning, na repescagem.

VITÓRIA NA ESTREIA - Gabriel Medina e Heitor Alves foram os outros dois únicos brasileiros que estrearam com vitórias na quinta-feira. Não entraram muitas ondas boas na bateria do Heitor, que venceu com apenas 9,50 pontos nas duas notas computadas. Medina entrou na seguinte e as séries voltaram a bombar bons tubos para o fenômeno que vem de um vice-campeonato em Fiji, totalizar 15,43 pontos contra o top do Taiti no ASP Tour, Michel Bourez, e o australiano Adam Melling.

DUELO BRASILEIRO – Depois do duelo de Willian Cardoso com Julian Wilson abrindo as repescagens na sexta-feira, a segunda participação do Brasil será em dose dupla e só um avança para a terceira fase. O catarinense Alejo Muniz e o potiguar Jadson André se enfrentam desde as categorias de base. No ano passado, este confronto aconteceu duas vezes no WCT e o placar está 1 a 1. Jadson ganhou de Alejo na segunda etapa em Bells Beach, Austrália, com o catarinense igualando essa disputa em Hossegor, França.

PRIMEIRA FASE DO BILLABONG PRO TAHITI - 1.o=Terceira Fase / 2.o e 3.o=Repescagem:
1.a: John John Florence (HAV) 17.34, Miguel Pupo (BRA) 13.50, Patrick Gudauskas (EUA) 10.50
2.a: Taj Burrow (AUS) 11.77, Damien Hobgood (EUA) 11.23, Dusty Payne (HAV) 7.00
3.a: Taylor Knox (EUA) 11.83, Mick Fanning (AUS) 8.87, Brett Simpson (EUA) 5.50
4.a: Adriano de Souza (BRA) 19.43, Willian Cardoso (BRA) 10.60, Bede Durbidge (AUS) 9.13
5.a: Joel Parkinson (AUS) 15.50, Ricardo dos Santos (BRA) 11.33, Kai Otton (AUS) 2.83
6.a: Kelly Slater (EUA) 16.00, Alain Riou (TAH) 8.30, Travis Logie (AFR) 8.10
7.a: Josh Kerr (AUS) 16.23, Jadson Andre (BRA) 13.67, Tiago Pires (PRT) 3.93
8.a: Adrian Buchan (AUS) 13.83, Kieren Perrow (AUS) 7.60, Jordy Smith (AFR) 4.40
9.a: Owen Wright (AUS) 13.96, Yadin Nicol (AUS) 10.53, Alejo Muniz (BRA) 6.90
10.a: Heitor Alves (BRA) 9.50, Matt Wilkinson (AUS) 9.46, Julian Wilson (AUS) 2.57
11.a: Gabriel Medina (BRA) 15.43, Michel Bourez (TAH) 10.77, Adam Melling (AUS) 3.27
12.a: C. J. Hobgood (USA) 16.93, Jeremy Flores (FRA) 13.77, Fredrick Patacchia (HAV) 11.70

SEGUNDA FASE – REPESCAGEM – 1.o=Terceira Fase / 2.o=25.o lugar:
1.a: Mick Fanning (AUS) 17.60 x 16.63 Alain Riou (TAH)
2.a: Ricardo dos Santos (BRA) 15.37 x 9.67 Jordy Smith (AFR)
-----------ficaram para abrir a sexta-feira:
3.a: Julian Wilson (AUS) x Willian Cardoso (BRA)
4.a: Jeremy Flores (FRA) x Dusty Payne (HAW)
5.a: Michel Bourez (PYF) x Patrick Gudauskas (USA)
6.a: Alejo Muniz (BRA) x Jadson Andre (BRA)
7.a: Tiago Pires (PRT) x Kieren Perrow (AUS)
8.a: Miguel Pupo (BRA) x Yadin Nicol (AUS)
9.a: Damien Hobgood (EUA) x Matt Wilkinson (AUS)
10.a: Brett Simpson (EUA) x Adam Melling (AUS)
11.a: Bede Durbidge (AUS) x Fredrick Patacchia (HAV)
12.a: Kai Otton (AUS) x Travis Logie (AFR)

TOP-22 DO ASP WORLD TOUR 2012 – 4 etapas:
1.o: Mick Fanning (AUS) – 24.750 pontos
2.o: Kelly Slater (EUA) – 23.700
2.o: Joel Parkinson (AUS) – 23.700
4.o: Adriano de Souza (BRA) – 22.400
5.o: Taj Burrow (AUS) – 20.950
5.o: John John Florence (HAV) – 20.950
7.o: Josh Kerr (AUS) – 19.950
8.o: Jordy Smith (AFR) – 17.450
9.o: Owen Wright (AUS) – 16.150
10: Julian Wilson (AUS) – 14.900
11: Jeremy Flores (FRA) – 14.000
12: C. J. Hobgood (EUA) – 12.750
13: Gabriel Medina (BRA) – 10.750
14: Heitor Alves (BRA) – 10.250
15: Adrian Buchan (AUS) – 9.200
15: Tiago Pires (PRT) – 9.200
17: Michel Bourez (TAH) – 9.000
18: Brett Simpson (EUA) – 8.000
18: Miguel Pupo (BRA) – 8.000
20: Alejo Muniz (BRA) – 7.950
20: Kai Otton (AUS) – 7.950
22: Bede Durbidge (AUS) – 7.000
----------outros brasileiros:
26: Raoni Monteiro (BRA) – 4.500 pontos
32: Jadson André (BRA) – 3.250
36: Willian Cardoso (BRA) – 1.000

João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ASP South America - joao@aspsouthamerica.com.br


todos os programas

todas as notícias

1 |  2 |  3 |  4 |  5 
Próxima