woohoo news

notícia


6/8/2012

Australiano estraga festa dos brasileiros nos EUA

Miguel Pupo fica com o vice-campeonato


O australiano Julian Wilson, 23 anos, estragou a festa dos brasileiros no ASP Prime dos Estados Unidos. Ele impediu uma decisão verde-amarela na última onda que surfou na semifinal contra Gabriel Medina, 18, depois ganhou a bateria final contra Miguel Pupo, 20, que tinha barrado o defensor do título do Nike US Open of Surfing, Kelly Slater, 40, no domingo de praia lotada e ondas de 2-3 pés com séries demoradas no píer de Huntington Beach, na Califórnia.

“Eu estou na lua agora”, disse Julian Wilson. “Eu tive um começo muito bom contra o Miguel (Pupo), mas sabia que ele é mortal nos aéreos. Eu sabia que ele ia sair caçando essas esquerdas a bateria toda e apenas tentei botar um pouco de pressão nele. Ele tirou um 8,93 e voltou para a briga, com tempo de sobra para conseguir outra onda. Ainda bem que não entraram muitas ondas depois, mas ele desceu uma na última hora e eu só fiquei rezando para não virar. Estou muito feliz porque foi com muita batalha que cheguei até aqui”.

A vitória de Julian Wilson valeu um prêmio de 40.000 dólares e 6.500 pontos que o levaram do 14.o para o oitavo lugar no ASP World Ranking. O líder neste ranking ainda é o havaiano John John Florence, seguido por Adriano de Souza, ambos barrados nas quartas de final que abriram o domingo decisivo nos Estados Unidos. Mineirinho foi abatido pelo ataque aéreo de Gabriel Medina, que nesta bateria arrancou a única nota 10 do campeonato em um vôo de backside.

Depois, Medina acertou outro aéreo rodando, mas de frontside, que valeu 9,2 para aumentar o seu próprio recorde de pontos para 19,20 de 20 possíveis. A bateria seguinte foi a mais fraca de ondas do último dia e marcou a primeira virada nos segundos finais do campeão Julian Wilson. A primeira vítima foi o líder John John Florence e a segunda, Gabriel Medina.

O brasileiro liderou toda a disputa com aéreos notas 7,50 e 6,87. O australiano tinha um 6,33 da sua melhor onda, mas achou uma que abriu um pouco mais no último minuto para mostrar suas manobras e conseguir uma nota 8,37 dos juízes. Com ela, virou o placar para 14,70 a 14,37 pontos e impediu uma final 100% brasileira no maior palco do esporte nos Estados Unidos.

ÚLTIMA VITÓRIA - Isto porque Miguel Pupo já tinha eliminado o grande ídolo Kelly Slater, que tentava o bicampeonato no Nike US Open. Pupo abriu o domingo ganhando a quarta de final contra Filipe Toledo com um aéreo sensacional na sua primeira onda. Contra Slater, não foi tão brilhante, mas continuou acertando as manobras para superar o onze vezes campeão mundial por 16,33 a 13,33 na última vitória brasileira na Califórnia.

Na bateria final, diferente das outras que competiu no domingo, Julian Wilson já largou na frente em uma boa esquerda que abriu a parede para ele encaixar duas manobras fortes de backside que valeram nota 9,13. Miguel Pupo arrisca os aéreos, mas o australiano soma um 7,5 antes do brasileiro surfar a sua melhor onda, conseguindo um 8,93 com uma batida forte seguida por um aéreo rodando de frontside nas esquerdas de Huntington.

Ainda faltavam 7,71 pontos para reverter o resultado e Pupo seguiu tentando o aéreo em três ondas seguidas, sem conseguir completar a manobra que poderia valer a vitória. Então, só para confirmar o título, Julian Wilson repetiu a dose e achou uma boa onda no final da bateria para sacramentar a conquista com nota 8,40 em outra onda com duas manobras de backside. O placar final ficou em 17,53 a 14,76 pontos e Miguel Pupo levou metade do prêmio do campeão, 20.000 dólares, marcando 5.200 pontos no ASP World Ranking.

“Eu tive uma ótima semana aqui e essas baterias incríveis com o Filipe (Toledo) e o Kelly (Slater), mas sempre estou aprendendo a cada bateria”, falou Miguel Pupo. “Eu venci o Kelly, mas eu sabia que o Julian (Wilson) ia ser um adversário muito difícil também. Eu tenho trabalhado duro, treinado bastante e é bom ver o resultado disso nas competições. Agora é se concentrar para o próximo evento no Taiti”, referindo-se ao Billabong Pro Teahupoo, quinta etapa do ASP World Tour nos dias 16 a 27 de agosto.

G-10 PARA DREAM TOUR – O resultado do ASP Prime Nike US Open of Surfing não provocou nenhuma mudança de nomes no grupo dos 10 surfistas que o ASP World Ranking classifica para completar a elite dos top-32 do Dream Tour. As alterações foram somente de posições e os que mais chegaram perto dos líderes John John Florence e Adriano de Souza foram os semifinalistas Kelly Slater e Gabriel Medina. Eles subiram para o terceiro e quarto lugares, respectivamente.

Na parte de baixo da lista, que envolve os concorrentes pelas vagas para o WCT do ano que vem, o porto-riquenho Brian Toth deixou o último lugar no G-10 para o norte-americano Nathan Yeomans. E os que mais se aproximaram da zona de classificação na Califórnia foram os brasileiros Alex Ribeiro e Filipe Toledo e o havaiano Granger Larsen. O jovem Filipe Toledo, 17 anos, carregou a esperança até o último dia, mas precisava chegar na final do Nike US Open e acabou eliminado no primeiro duelo do domingo pelo vice-campeão Miguel Pupo.

SEIS BRASILEIROS - No momento, a lista dos dez que sobem para o Dream Tour pelo ranking mundial unificado está sendo encerrada pelo 29.o colocado, Nathan Yeomans. Isto porque os quinze primeiros e mais quatro surfistas, já fazem parte dos 22 que são mantidos na elite pelo ranking principal do ASP World Tour. Seis brasileiros estão na relação atualizada dos top-32 para o WCT do ano que vem.

Os paulistas Adriano de Souza, Gabriel Medina e Miguel Pupo, o cearense Heitor Alves e o catarinense Alejo Muniz, vão confirmando suas permanências entre os top-22 do ASP Tour, enquanto o catarinense Willian Cardoso é o único que está entrando pelo G-10 do ranking unificado. Ele é o 25.o do ASP World Ranking e os próximos são os paulistas Alex Ribeiro e Filipe Toledo, em 32.o e 34.o lugar, respectivamente. Para eles, a batalha pelas vagas no G-10 continua nesta semana na Inglaterra, por onde começa uma série decisiva na Europa.

PRÓXIMAS ETAPAS – Depois do ASP Prime dos Estados Unidos, agora vem a “perna européia” com cinco etapas do ASP 6-Star nos meses de agosto e setembro na Inglaterra, França, Espanha, Portugal e Ilhas Canárias. Como o ASP Prime de Imbituba (SC) e o ASP 6-Star do Rio de Janeiro, que formavam a “perna brasileira” de fim de ano da ASP South America, foram cancelados, os eventos da Europa são os últimos importantes antes do encerramento da temporada nas provas do ASP Prime de Haleiwa e Sunset Beach na Tríplice Coroa Havaiana.

FINAL DO WCT FEMININO – Também no domingo, foi encerrado o ASP Women´s Tour 2012 com a primeira vitória de uma das novatas da elite feminina, a norte-americana Lakey Peterson. Nenhuma menina surfou tão bem como ela as ondas de Huntington Beach. No ano passado, Lakey foi vice-campeã na final com a australiana Sally Fitzgibbons, que defendeu o título até a semifinal contra a havaiana Carissa Moore. Peterson detinha todos os recordes do campeonato e era a favorita ao título mesmo no mar difícil do último dia, com poucas ondas entrando durante a bateria decisiva com Carissa Moore.

FINAL DO ASP PRIME NIKE US OPEN OF SURFING:
Campeão: Julian Wilson (AUS) com 17,53 pontos – US$ 40.000 e 6.500 pontos
Vice-campeão: Miguel Pupo (BRA) com 14,76 pontos – US$ 20.000 e 5.200 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar – US$ 11.000 e 4.225 pontos:
1.a: Miguel Pupo (BRA) 16.33 x 13.33 Kelly Slater (EUA)
2.a: Julian Wilson (AUS) 14.70 x 14.37 Gabriel Medina (BRA)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar – US$ 5.500 e 3.140 pontos:
1.a: Miguel Pupo (BRA) 14.57 x 8.83 Filipe Toledo (BRA)
2.a: Kelly Slater (EUA) 15.00 x 9.84 Dane Reynolds (EUA)
3.a: Gabriel Medina (BRA) 19.20 x 16.13 Adriano de Souza (BRA)
4.a: Julian Wilson (AUS) 8.44 x 8.17 John John Florence (HAV)

G-10 DO ASP WORLD RANKING – 26 etapas:
1.o: John John Florence (HAV) – 36.165 pontos
2.o: Adriano de Souza (BRA) – 29.445
3.o: Kelly Slater (EUA) – 28.725
4.o: Gabriel Medina (BRA) – 27.615
5.o: Mick Fanning (AUS) – 25.243
6.o: Josh Kerr (AUS) – 23.736
7.o: Taj Burrow (AUS) – 23.525
8.o: Julian Wilson (AUS) – 22.300
9.o: Jordy Smith (AFR) – 21.560
10: Joel Parkinson (AUS) – 21.520
11: Miguel Pupo (BRA) – 20.250
12: Kai Otton (AUS) – 20.095
13: C. J. Hobgood (EUA) – 19.480
14: Adrian Buchan (AUS) – 18.205
15: Owen Wright (AUS) – 17.200
16: Glenn Hall (IRL) – 15.860 e 1.o no G-10
17: Jeremy Flores (FRA) – 15.570
18: Nat Young (EUA) – 13.910 e 2.o no G-10
19: Brett Simpson (EUA) – 13.490
20: Heitor Alves (BRA) – 12.780
21: Matt Wilkinson (AUS) – 12.325 e 3.o no G-10
22: Kolohe Andino (EUA) – 12.261 e 4.o no G-10
23: Alejo Muniz (BRA) – 12.200
24: Patrick Gudauskas (EUA) – 12.180 e 5.o no G-10
25: Willian Cardoso (BRA) – 11.900 e 6.o no G-10
26: Damien Hobgood (EUA) – 11.770 e 7.o no G-10
27: Fredrick Patacchia (HAV) – 11.634 e 8.o no G-10
28: Brian Toth (PRI) – 11.055 e 9.o no G-10
29: Nathan Yeomans (EUA) – 11.024 e 10.o no G-10
------------------próximos sul-americanos:
32: Alex Ribeiro (BRA) – 10.120 pontos
34: Filipe Toledo (BRA) – 10.065
41: Jean da Silva (BRA) – 8.700
43: Raoni Monteiro (BRA) – 8.150
44: Wiggolly Dantas (BRA) – 8.116
45: Tomas Hermes (BRA) – 8.082
51: Hizunomê Bettero (BRA) – 6.940
54: Jessé Mendes (BRA) – 6.810
63: Ricardo dos Santos (BRA) – 5.771
77: Jadson André (BRA) – 4.640
80: Thiago Camarão (BRA) – 4.230
91: Bernardo Pigmeu (BRA) – 3.680
94: Gabriel Villaran (PER) – 3.586
96: Yuri Sodré (BRA) – 3.580
99: Caio Ibelli (BRA) – 3.440
100: Jano Belo (BRA) – 3.420
101: Peterson Crisanto (BRA) – 3.395

FINAL DA ÚLTIMA ETAPA DO ASP WOMEN´S TOUR 2012:
Campeã: Lakey Peterson (EUA) com 10,90 pontos – US$ 15.000 e 10.000 pontos
Vice-campeã: Carissa Moore (HAV) com 8,64 pontos – US$ 9.000 e 8.000 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar – US$ 7.500 e 6.500 pontos:
1.a: Lakey Peterson (EUA) 18.77 x 14.73 Malia Manuel (HAV)
2.a: Carissa Moore (HAV) 16.63 x 16.07 Sally Fitzgibbons (AUS)

TOP-10 DO RANKING FINAL DO ASP WOMEN´S TOUR 2012:
1.a: Stephanie Gilmore (AUS) – 48.400 pontos
2.a: Sally Fitzgibbons (AUS) – 43.400
3.a: Carissa Moore (HAV) – 40.700
4.a: Tyler Wright (AUS) – 36.700
5.a: Courtney Conlogue (EUA) – 36.000
6.a: Malia Manuel (HAV) – 34.100
7.a: Lakey Peterson (EUA) – 33.700
8.a: Laura Enever (AUS) – 32.800
9.a: Coco Ho (HAV) – 31.850
10: Paige Hareb (NZL) – 25.450
--------sul-americanas:
12: Sofia Mulanovich (PER) – 21.750 pontos
16: Silvana Lima (BRA) – 13.950
18: Jacqueline Silva (BRA) – 10.500

João Carvalho - Assessoria de Imprensa da ASP South America - joao@aspsouthamerica.com.br


todos os programas

todas as notícias

1 |  2 |  3 |  4 |  5 
Próxima