woohoo news

notícia


24/4/2012

Ítalo Ferreira fatura o título brasileiro no Oakley Pro Junior 2012

O defensor do título, Krystian Kymerson, erminou em segundo lugar, com o paulista Wesley Santos ficando em terceiro e outro capixaba, Lisandro Barbalho, sendo o quarto colocado na final do evento que rolou em Florianópolis (SC)


O potiguar Ítalo Ferreira faturou o título do Oakley Pro Junior 2012 e é o novo campeão brasileiro Sub-20 da Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP). Ele acertou aéreos incríveis para fazer os recordes do campeonato na Praia do Campeche e impedir um inédito bicampeonato do capixaba Krystian Kymerson em Florianópolis (SC). O defensor do título terminou em segundo lugar, com o paulista Wesley Santos ficando em terceiro e outro capixaba, Lisandro Barbalho, sendo o quarto colocado na final do evento que reuniu os grandes talentos da nova geração do surfe brasileiro na Ilha de Santa Catarina.
“Foi uma bateria bastante disputada e estou muito feliz pela vitória neste evento que é feito pelo meu patrocinador (Oakley)”, vibrou Ítalo Ferreira. “Eu consegui começar bem a bateria com notas 6 e 7, depois peguei uma esquerda que rendeu 9 pontos e aí fiquei mais tranquilo. Fiquei um tempo esperando as séries (de ondas) que não vinham e nos minutos finais consegui mandar um aéreo reverse muito alto que valeu 9,7. Mas, o Krystian Kymerson veio atrás, mandou um muito animal também e foi show a bateria. O nível foi muito alto e tive que mandar os aéreos mesmo pra conquistar esta vitória”.
O surfista de Baía Formosa, cidade localizada na divisa do Rio Grande do Norte com a Paraíba, já vinha sendo o grande nome do domingo decisivo do Oakley Pro Junior. Nas quartas de final, ele quase foi eliminado por ter cometido uma interferência. No entanto, mesmo somando uma nota só com metade da outra, conseguiu a segunda vaga na bateria vencida por Krystian Kymerson. Nas semifinais, os dois passaram juntos de novo, mas com Ítalo Ferreira estabelecendo novos recordes para o campeonato – 17,97 pontos e nota 9,80 do melhor aéreo da semana nas ondas do Riozinho do Campeche.
Na grande final, continuou mandando aéreos sensacionais com a sua prancha apelidada por ele mesmo de “burra preta”. Largou na frente com notas 7,0 e 6,6 e foi aumentando a vantagem a cada onda, principalmente nas esquerdas que formavam rampas perfeitas pela ação do vento sul na Praia do Campeche. Logo trocou o 6,6 por um 9,0 para aplicar uma “combination” nos outros finalistas. Este termo é utilizado no surfe quando os adversários ficam precisando de mais de dez pontos, ou seja, ficando impossível de reverter o resultado em uma só onda.
O defensor do título, Krystian Kymerson, demorou para encaixar suas manobras, mas nos minutos finais botou pressão no líder da bateria ao acertar os aéreos em duas esquerdas seguidas, que valeram notas 6,2 e um verdadeiro “Boeing” 7,67. Mesmo assim, teria que trocar o 6,20 por um 8,34 para superar os 16 pontos já computados por Ítalo Ferreira. Quando faltavam dois minutos para o término, o potiguar acha outra esquerda e voa num aéreo 540 sem as mãos espetacular e Kymerson também acerta um igualmente sensacional na onda de trás.
Ítalo terminou sua onda estendendo o braço esquerdo comemorando a possível vitória, que acabou confirmada na nota 9,73 recebida, com um dos cinco juízes dando nota máxima para ele. O fato se repetiu na avaliação da última apresentação de Krystian Kymerson, mas a média do capixaba foi 9,23 e o título do Oakley Pro Junior 2012 ficou mesmo para Ítalo Ferreira. O placar da final foi encerrado com um definitivo recorde de 18,73 pontos para o potiguar, 16,90 para o capixaba, com Wesley Santos terminando em terceiro lugar com 10,74 e Lisandro Barbalho em quarto com apenas 6,27 pontos nas duas notas computadas.
“Mesmo não vencendo, estou muito feliz pelo segundo lugar porque o Ítalo (Ferreira) quebrou a bateria”, admitiu Krystian Kymerson. “Ainda consegui achar uma esquerda boa no final, mandei o aéreo e ganhei um 9,23 na última onda que poderia até ter virado se ele (Ítalo) não tivesse feito um 9 e pouco também no final. A bateria foi muito disputada, não consegui o bicampeonato, mas tudo bem, o vice está show de bola e parabéns ao Ítalo pela vitória”.
Depois de dois dias parado por falta de ondas, foi preciso alterar o formato da competição de baterias homem a homem para quatro competidores. No domingo, as ondas retornaram na Praia do Campeche com o vento sul forte prejudicando a boa formação delas, mas até ajudando os aéreos nas esquerdas do Riozinho. O Oakley Pro Junior decidiu o primeiro campeão brasileiro profissional do ano e já está confirmado para a próxima temporada.
“Não tivemos uma semana de boas ondas, infelizmente, principalmente na sexta-feira e no sábado, quando decidimos por não rolar a competição”, disse Luiz Henrique Campos, Diretor de Marketing Esportivo da Oakley no Brasil. “Ontem (sábado) decidimos mudar o formato do campeonato para poder encerrar hoje (domingo) numa condição melhor do mar e foi o que aconteceu. A molecada surfou muito bem e no final o resultado foi positivo, pois nosso objetivo é sempre rolar o evento nas melhores ondas possíveis. O campeonato foi mais uma vez um sucesso e agora é esperar pelo ano que vem”.
O Oakley Pro Junior 2012 foi realizado com o patrocínio da Oakley, co-patrocínio da Azul Linhas Aéreas Brasileiras e Skullcandy, além do apoio do Governo do Estado de Santa Catarina, através da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, da Prefeitura Municipal de Florianópolis, da Fundação Municipal de Esportes e da Power Balance, com divulgação da Revista Fluir e Site Waves. O evento é homologado pela Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP) e pela Confederação Brasileira de Surf (CBS), com a Federação Catarinense de Surf (FECASURF) e a Associação de Surf do Campeche (ASC) apoiando a sua organização em Florianópolis (SC).




FINAL DO OAKLEY PRO JUNIOR 2012:
Campeão: Ítalo Ferreira (RN) com 18,73 pontos (notas 9,73+8,00) – R$ 9.000 e 1.000 pontos
Vice-campeão: Krystian Kymerson (ES) com 16,90 (9,23+7,67) R$ 4.000 e 860 pontos
Terceiro lugar: Wesley Santos (SP) com 10,74 (6,57+4,17) – R$ 2.600 e 730 pontos
Quarto lugar: Lisandro Barbalho (ES) com 6,27 (3,50+2,77) – R$ 2.000 e 670 pontos
SEMIFINAIS – 3.o=5.o lugar (R$ 1.300 e 610 pts) / 4.o=7.o lugar (R$ 1.100 e 555 pts):
1.a: 1-Italo Ferreira (RN), 2-Krystian Kymerson (ES), 3-Pedro Miguel (SP), 4-Peterson Crisanto (PR)
2.a: 1-Wesley Santos (SP), 2-Lisandro Barbalho (ES), 3-Luan Carvalho (SP), 4-Diego Michereff (SC)
QUARTAS DE FINAL – 3.o=9.o lugar (R$ 900 e 500 pts) / 4.o=13.o lugar (R$ 700 e 450 pts):
1.a: 1-Peterson Crisanto (PR), 2-Pedro Miguel (SP), 3-Filipe Toledo (SP), 4-Rafael Teixeira (ES)
2.a: 1-Krystian Kymerson (ES), 2-Italo Ferreira (RN), 3-Renan Argemiro (SP), 4-Daniel Gonçalves (RJ)
3.a: 1-Wesley Santos (SP), 2-Diego Michereff (SC), 3-Jonathan Lima (SC), 4-Luan Wood (SC)
4.a: 1-Lisandro Barbalho (ES), 2-Luan Carvalho (SP), 3-Sidney Guimarães (SP), 4-Nathan Brandi (SP)
OITAVAS DE FINAL – 3.o=17.o lugar (R$ 450 e 400 pts) / 4.o=25.o lugar (R$ 350 e 360 pts):
1.a: 1-Filipe Toledo (SP), 2-Rafael Teixeira (ES), 3-Lucas Santos (SP), 4-Victor Valentim (PR)
2.a: 1-Peterson Crisanto (PR), 2-Pedro Miguel (SP), 3-Edgar Groggia (SP), 4-Matheus Farias (RJ)
3.a: 1-Italo Ferreira (RN), 2-Daniel Gonçalves (RJ), 3-Arthur Aguiar (SP)¸4-Evandro Lima (SP)
4.a: 1-Krystian Kymerson (ES), 2-Renan Argemiro (SP), 3-Bryan Franco (SP), 4-Edson Junior (SC)
5.a: 1-Wesley Santos (SP), 2-Jonathan Lima (SC), 3-Cauê Wood (SC), 4-João Paulo Abreu (SC)
6.a: 1-Diego Michereff (SC), 2-Luan Wood (SC), 3-Gabriel Adisaka (SP), 4-Thiago Guimarães (SP)
7.a: 1-Lisandro Barbalho (SC), 2-Luan Carvalho (SP), 3-Gabriel Farias (PE), 4-Alexandre Thiessen (SC)
8.a: 1-Nathan Brandi (SP), 2-Sidney Guimarães (SP), 3-Samuel Igo (PB), 4-Gustavo Ramos (SC)


CAMPEÕES BRASILEIROS SUB-20 DA ABRASP NO OAKLEY PRO JUNIOR:
2012 – Ítalo Ferreira (RN) na Praia do Campeche, Florianópolis (SC)
2011 – Krystian Kymerson (ES) na Praia do Campeche, Florianópolis (SC)
2010 – Caio Ibelli (SP) nas praias da Joaquina e do Campeche, Florianópolis (SC)
2009 – Alejo Muniz (SC) na Praia do Atalaia, Itajaí (SC)
2008 – Thiago Camarão (SP) na Praia de Itamambuca, Ubatuba (SP)
CAMPEÕES DO OAKLEY JUNIOR CHALLENGE (não valia título brasileiro):
2007 – Pablo Paulino (CE) nas praias de Itaúna e Vila, Saquarema (RJ)
2006 – Jadson André (RN) na Praia de Itamambuca, Ubatuba (SP)
2005 – Hizunomê Bettero (SP) e Taís de Almeida (RJ) nas praias da Joaquina e do Matadeiro em Florianópolis, com as finais na Praia da Vila em Imbituba (SC)
2004 – Adriano de Souza (SP) móvel na capital do Rio de Janeiro


CONTATOS IMPRENSA:
João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ABRASP
(48) 9988-2986 – joaocarvalho@matrix.com.br
Reportagens: Norton Evaldt – Comunicação Fecasurf
(48) 9158-5672 – norton@fecasurf.com.br


todos os programas

todas as notícias

1 |  2 |  3 |  4 |  5 
Próxima