woohoo news

notícia


19/4/2012

Campeão mundial é eliminado do Oakley Pro Junior em Floripa

Caio Ibelli não achou as ondas para mostrar o que sabe nas duas baterias que disputou nas difíceis condições do mar da quarta-feira na Praia do Campeche


O atual campeão mundial Pro Junior da ASP não passou das fases iniciais do Oakley Pro Junior e está fora da briga pelo bicampeonato brasileiro em Florianópolis (SC). Na quarta-feira de ondas pequenas e mar difícil na Praia do Campeche, o paulista Caio Ibelli perdeu as duas baterias que disputou sem nem conseguir mostrar o seu surfe. Na primeira participação, cometeu um erro que o levou para a repescagem. E na segunda chance de classificação, foi eliminado pelo surfista local do Campeche, Edson Junior, também sofrendo uma marcação cerrada do adversário.

"A bateria foi bem difícil, o mar baixou bastante e tive sorte também, porque se o Caio (Ibelli) pegasse mais uma onda ele passaria a minha frente", disse Edson Junior. "Ele (Caio) surfa muito e estou feliz por ter conseguido ganhar dele. Eu quero agradecer a galera da ASC (Associação de Surf do Campeche) que me deu um convite pra participar da competição e agora vamos para a próxima fase".

Caio Ibelli só surfou uma onda boa na sua primeira bateria - nota 6,90 - e poderia ter garantido a vitória na última que pegou. Mas nessa, ele foi penalizado com uma interferência, só computou uma nota com metade da outra e acabou batido pelo ubatubense Wesley Santos por 11,00 a 7,66 pontos. O pernambucano Ramon Austin ficou em último e foi para a repescagem junto com o campeão mundial Pro Junior da ASP.

"Acabei perdendo a bateria pro Wesley Santos, ficamos só remando prá lá e prá cá, acho que ele (Wesley Santos) veio com um surfe meio grommets ainda, não está preparado pra encarar de frente com o surfe mesmo e ficou me marcando a bateria inteira", contou Caio Ibelli.

Na repescagem, a condição difícil do mar não proporcionou que os atletas mostrassem o que sabem. Edson Junior, que é local do Campeche e conhece melhor o local, deu mais sorte e com notas 3,33 e 2,70 acabou superando o 3,00 e o 2,20 de Caio Ibelli. Nos minutos finais, o catarinense fez uma marcação cerrada sobre o campeão mundial, que não conseguiu os 3,04 pontos que precisava para virar o resultado, encerrado em 6,03 x 5,20 pontos.

"O mar mudou bastante com o vento e a maré, as ondas ficaram ruins, mas está tudo certo e vou continuar aqui curtindo o evento do meu patrocinador (Oakley)", falou Caio Ibelli, que está com a namorada em Floripa, a surfista havaiana Alessa Quizon. "Infelizmente não consegui achar as ondas dessa vez aqui no Campeche e agora é se concentrar e manter o treinamento com o foco no Prime de Trestles (EUA)".

Duas baterias depois, o campeonato foi suspenso porque entrou um vento nordeste muito forte que acabou com as poucas ondas que ainda formavam boas rampas para os aéreos no Riozinho do Campeche. As melhores entraram pela manhã nas baterias da primeira fase, com o paranaense Peterson Crisanto e o catarinense João Paulo Abreu sendo os destaques do dia.

A única zebra mesmo foi a eliminação de Caio Ibelli, com os outros favoritos avançando para a terceira fase do Oakley Pro Junior 2012. O vice-campeão brasileiro do ano passado, Cauê Wood, venceu o primeiro confronto da quarta-feira, já ressaltando as condições do mar. "Muito difícil, mas graças a Deus consegui achar umas ondinhas e fiz boas manobras pra passar direto para a terceira fase", afirmou Cauê Wood.

DESTAQUES DO DIA - Peterson Crisanto estreou logo após a derrota de Caio Ibelli para Wesley Santos e acabou fazendo o maior placar do dia, apenas 12,66 pontos nas duas notas computadas. Na melhor onda recebeu nota 8,33 com um aéreo reverse perfeito que definiu a vitória sobre o baiano Yagê Araujo e o paulista Evandro Lima.

"A bateria foi bem difícil, o mar está complicado, as condições não estão ajudando muito, mas consegui achar duas ondinhas pra vencer", falou Peterson Crisanto. "Peguei uma onda regular no começo nota 4 e no final consegui completar um aéreo reverse rodando com a mão na borda e ganhei uma nota 8, então estou super contente por ter passado direto pro terceiro rounde, pois assim tenho um tempo a mais pra descansar".

O surfista de Imbituba, João Paulo Abreu, também saiu feliz do mar pela vitória consumada com uma nota 8 em sua melhor apresentação. Com ela, superou o também catarinense Julio Terres e o carioca Thiago Barcellos com a segunda maior somatória da quarta-feira na Praia do Campeche, 11,75 pontos.

"Passei minha bateria, estou me sentindo bem, tive sorte de achar boas ondas, o equipamento está bom, as ondinhas estão boas para dar os aéreos e espero manter este ritmo para conseguir um bom resultado neste campeonato contra atletas de ótimo nível", falou João Paulo Abreu, mais um que passou direto para a terceira fase do Oakley Pro Junior.

FESTA OFICIAL - Nesta quinta-feira será realizada a Festa Oficial do Oakley Pro Junior 2012, à partir das 22 horas no El Divino Lounge, localizado na Av. Beira Mar Norte, em Florianópolis (SC). Já a primeira chamada para a continuação da repescagem do campeonato está marcada para as 8 horas da quinta-feira também. Mas, a competição só será retomada se as condições do mar na Praia do Campeche forem favoráveis, já que o prazo do evento vai até domingo na Ilha de Santa Catarina.

O Oakley Pro Junior 2012 tem o patrocínio da Oakley, co-patrocínio da Azul Linhas Aéreas Brasileiras e Skullcandy, além do apoio do Governo do Estado de Santa Catarina, através da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, da Prefeitura Municipal de Florianópolis, da Fundação Municipal de Esportes e da Power Balance, com divulgação da Revista Fluir e Site Waves. O evento é homologado pela Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP) e pela Confederação Brasileira de Surf (CBS), com a Federação Catarinense de Surf (FECASURF) e a Associação de Surf do Campeche (ASC) apoiando a organização.

SEGUNDA FASE - REPESCAGEM - 1.o=Terceira Fase / 2.o=33.o lugar - 320 pontos e R$ 300,00:
1.a: Edson Junior (SC) 6.03 x 5.20 Caio Ibelli (SP)
2.a: Luan Carvalho (SP) 10.07 x 7.34 Persio Nobrega (SC)
3.a: Daniel Gonçalves (RJ) 8.46 x 4.50 Irwin Ravi (SC)
4.a: Thiago Guimarães (SP) 9.40 x 6.60 Yagê Araujo (BA)
5.a: Alexandre Thiessen (SC) 8.03 x 5.77 Thiago Barcellos (RJ)
---------------ficaram para abrir o próximo dia:
6.a: Geovani Ferreira (SP) x Pedro Miguel (SP)
7.a: Renan Argemiro (SP) x Luiz Diniz (SP)
8.a: Bryan Franco (SP) x Gabriel André (SP)
9.a: Jonathan Lima (SC) x Eduardo Martins (SP)
10: Rafael Teixeira (ES) x Alcides Lopes (SP)
11: Sidney Guimarães (SP) x Pedro David (SC)
12: Luan Wood (SC) x Marcos Correia (SP)
13: Julio Terres (SC) x Lucas Santos (SP)
14: Arthur Aguiar (SP) x Amisael Augusto (SP)
15: Evandro Lima (SP) x Victor Drews (SC)
16: Gabriel Adisaka (SP) x Ramon Austin (PE)

PRIMEIRA FASE DO EVENTO PRINCIPAL - 1.o=Terceira Fase / 2.o e 3.o=Repescagem:
---------------baterias que abriram a quarta-feira:
9.a: 10.67=Cauê Wood (SC), 7.70=Victor Drews (SC), 7.07=Persio Nobrega (SC)
10: 11.10=Wesley Santos (SP), 7.95=Caio Ibelli (SP), 3.77=Ramon Austin (PE)
11: 12.66=Peterson Crisanto (PR), 7.93=Yagê Araujo (BA), 5.73=Evandro Lima (SP)
12: 11.75=João Paulo Abreu (SC), 9.93=Julio Terres (SC), 5.50=Thiago Barcellos (RJ)
13: 8.44=Diego Michereff (SC), 6.84=Sidney Guimarães (SP), 5.30=Luiz Diniz (SP)
14: 7.27=Matheus Faria (RJ), 6.97=Daniel Gonçalves (RJ), 5.70=Eduardo Martins (SP)
15: 11.33=Nathan Brandi (SP), 6.60=Pedro David (SC), 5.50=Jonathan Lima (SC)
16: 8.83=Edgar Groggia (SP), 4.93=Renan Argemiro (SP), 4.90=Lucas Santos (SP)
---------------baterias que fecharam a terça-feira:
1.a: 8.57=Gustavo Ramos (SC), 8.07=Alexandre Tiesen (SC), 6.20=Geovani Ferreira (SP),
2.a: 15.83=Filipe Toledo (SP), 3.40=Marcos Correia (SP), 3.24=Bryan Franco (SP)
3.a: 8.17=Gabriel Farias (PE), 7.30=Alcides Lopes (SP), 6.16=Thiago Guimarães (SP)
4.a: 7.80=Ítalo Ferreira (RN), 7.03=Rafael Teixeira (ES), 4.43=Gabriel André (SP)
5.a: 7.84=Samuel Igo (PB), 6.20=Luan Wood (SC), 4.47=Pedro Miguel (SP)
6.a: 6.60=Victor Valentim (PR), 4.87=Arthur Aguiar (SP), 3.90=Irwin Ravi (SC)
7.a: 15.17=Lysandro Barbalho (ES), 8.93=Gabriel Adisaka (SP), 6.64=Luan Carvalho (SP)
8.a: 14.23=Krystian Kymerson (ES), 3.44=Edson Junior (SC), 2.46=Amissael Augusto (SP)

CAMPEÕES BRASILEIROS SUB-20 DA ABRASP NO OAKLEY PRO JUNIOR:
2011 - Krystian Kymerson (ES) na Praia do Campeche, Florianópolis (SC)
2010 - Caio Ibelli (SP) nas praias da Joaquina e do Campeche, Florianópolis (SC)
2009 - Alejo Muniz (SC) na Praia do Atalaia, Itajaí (SC)
2008 - Thiago Camarão (SP) na Praia de Itamambuca, Ubatuba (SP)

CAMPEÕES DO OAKLEY JUNIOR CHALLENGE (não valia título brasileiro):
2007 - Pablo Paulino (CE) nas praias de Itaúna e Vila, Saquarema (RJ)
2006 - Jadson André (RN) na Praia de Itamambuca, Ubatuba (SP)
2005 - Hizunomê Bettero (SP) e Taís de Almeida (RJ) nas praias da Joaquina e do Matadeiro em Florianópolis, com as finais na Praia da Vila em Imbituba (SC)
2004 - Adriano de Souza (SP) móvel na capital do Rio de Janeiro

CONTATOS IMPRENSA:
João Carvalho - Assessoria de Imprensa da ABRASP
(48) 9988-2986 - joaocarvalho@matrix.com.br
Reportagens: Norton Evaldt - Comunicação Fecasurf
(48) 9158-5672 - norton@fecasurf.com.br


todos os programas

todas as notícias

Anterior
1 |  2 |  3 |  4 |  5 
Próxima