AGUARDE
13 julho 2018

Stephanie Gilmore vence na África e conquista lycra de líder

A australiana superou a norte-americana Lakey Peterson na grande final do Open J-Bay e assumiu a ponta na busca pelo sétimo titulo mundial de surfe de sua carreira.

Valeu a pena a espera. Depois de uma semana aguardando pelas clássicas direitas sul-africanas para encerrar de vez a sexta etapa feminina do Championship Tour 2018, finalmente elas apareceram perfeitas e com até 2 metros nessa sexta-feira, em Jeffreys Bay.

Stephanie e Lakey estão se revezando na liderança do ranking do CT. Foto: © WSL / Tostee

 

A bateria decisiva colocou frente a frente Lakey Peterson e Stephanie Gilmore, as duas primeiras colocadas no ranking mundial , primeiro e segundo lugar, respectivamente. Separadas por uma curta distância na tabela, de apenas 55 pontos, elas foram pro tudo ou nada na briga que valia nada menos do que a lycra amarela de líder e ainda o título da primeira edição da prova feminina nas geladas águas da África do Sul.

 

Toda a experiência da 6 vezes campeã mundial do esporte lhe deixaram tranquila e segura na busca das melhores ondas da bateria. A 10 minutos do final da batalha, a aussie liderava com 7.67 e 6.57 contra 5.67 e 5.83 de Peterson, que buscava por um 8,41 pontos. Lakey não desanimou e lutou até o final, porém acabou pecando na escolha de ondas e não conseguiu driblar sua adversária. Essa foi a terceira etapa conquistada por Stephanie Gilmore no CT 2018 , depois de vencer  em Bells Beach e no Rio de Janeiro. A lycra amarela chega como uma motivação a mais em sua jornada na busca pelo sétimo título mundial de surfe.

 

O caminho da multicampeã  até a coroa não foi nada fácil. Sua bateria das quartas de final contra Bronte Macaulay terminou empatada com ambas somando 15 pontos. Porém, melhor para Gilmore, que havia conseguido a melhor nota do embate, um 8. Na semi, a surfista local de Murwillumbah superou a brasileira Tatiana Weston-Webb que vinha dando muito trabalho e sendo destaque durante toda a competição. Dona da maior nota e do maior somatório do Open J-Bay feminino, um 18.54 conquistado nas quartas de final, Tati não conseguiu se encontrar na briga por uma vaga na decisão e finalizou sua participação em terceiro lugar, deixando o caminho livre para Stephanie Gilmore chegar até o lugar mais alto do pódio. 

Tatiana Weston-Webb mais uma vez chegou perto do título. Foto: WSL / Cestari
Tags:
COMPARTILHAR