AGUARDE
19 setembro 2018

Fabio Gouveia é o Brasil no Mundial Master da WSL

Pernambucano venceu seu duelo dessa quarta-feira em Açores, Portugal

Começou ontem em Açores, Portugal, o Campeonato Mundial Master de Surfe. Promovido pela World Surf League, lendas internacionais do esporte estão na terrinha em pleno verão europeu disputando três títulos mundiais de 2018: master masculino e feminino e grand master masculino. O palco dos confrontos é a praia de Santa Barbara, localizada ao norte da ilha de São Miguel. Apenas três baterias da master masculina foram para água hoje e na última do dia, o brasileiro Fabio Gouveia aproveitou a segunda oportunidade e somou 14,50 pontos, com direito a um 8,17. 

Pai dos jovens surfistas Coco e Maison, Michael Ho, fez hoje o maior somatório da primeira rodada dos surfistas com mais de 55 anos e vai surfar contra Hans Hedemann e Glen Winton pela última vaga das semifinais, que já contam com Simon Anderson, Cheyne Horan e Rob Bain. 

TERÇA-FEIRA DE AÇÃO EM AÇORES

A organização do evento colocou ontem na água as seis primeiras baterias da fase um dos masters e dos grand masters. Dos surfistas com mais de 45 anos de idade, destaque para a participação do australiano Jake Paterson. Competindo com o brasileiro Fabio Gouveia, o técnico de alguns tops do CT fez 14,70 de somatório, o maior da rodada até então, com direito a um 8,83 em Santa Barbara. 

Outras lendas do surfe mundial também mostraram que ainda estão com o surfe no pé e a idade não impede boas performances. É o caso australiano Luke Egan, que venceu o duelo contra o campeão mundial de 2000, Sunny Garcia. Quatro vezes campeão do mundo, o norte-americano Tom Curren caiu numa hora ruim do mar e tentou de qualquer jeito desfilar sobre as ondas. Enquanto isso, seu adversário, o australiano Gary Elkerton não encontrou uma onda sequer e terminou o embate com zero pontos. 

Bicampeão do mundo, o australiano Damien Hardman competia contra o havaiano Derek Ho e apostou nas esquerdas de Santa Barbara para conseguir a primeira vitória nessa etapa do World Master Championship da WSL. 

 

MULHERES ESTREIAM NO MUNDIAL MASTER DA WSL

As mulheres fizeram história e também competiram na manhã dessa quarta-feira, que já definiu as quatro semifinalistas. A maior campeã de todos os tempos, a australiana Layne Beachley, disputa uma vaga na finalíssima com a compatriota Pauline Menczer, enquanto a norte-americana Frieda Zamba, dona do maior somatório da primeira rodada e ícone do surfe nos anos 80, compete na segunda bateria contra a havaiana Rochelle Ballard. A próxima chamada das mulheres será apenas na sexta-feira, dia 21 de setembro.

Tags:
COMPARTILHAR