AGUARDE
15 setembro 2017

DOBRADINHA VERDE E AMARELA NA CALIFÓRNIA

Nessa sexta-feira, a cearense Silvana Lima e o paulista Filipe Toledo sagraram-se campeões na etapa californiana do Circuito Mundial de Surfe da WSL.

Depois de 7 anos sem vitórias na elite, a cearense Silvana Lima  botou pra fora um grito engasgado de campeã na etapa californiana do circuito mundial de surfe da WSL.  Em seguida Filipe Toledo  também estendeu a bandeira do Brasil lá de cima do lugar mais alto do pódio levando a torcida brasileira ao delírio com um desfecho perfeito.

Foto: WSL

Em  ondas de 1 metro e com boa formação em  Lower Trestles, Silvana derrotou a estreante Keely Andrew, que fazia sua primeira final na elite, para arrebatar a coroa. A surfista de Paracuru quebrou tudo logo em uma de suas primeiras ondas e com manobras fortes e categóricas, conseguiu tirar um 8.93 dos juízes. Durante toda a batalha final, a nossa campeã deixou a australiana em combinação e nos momentos finais arrancou mais um 8.67 para deixar sua vitória ainda mais saborosa. Esse título, que é o quarto da cearense na elite feminina, representa uma verdadeira reviravolta em sua carreira que, nos últimos anos, vem de um histórico de contusões e dificuldades de conseguir patrocínio. 

Foto: WSL

Na sequência, a organizacão da etapa, que para os homens foi a oitava do circuito mundial da WSL,  mandou a decisão masculina para a água, colocando frente a frente o atual líder da corrida pelo título dessa temporada, o sul-africano Jordy Smith e o paulista residente na Califórnia, Filipe Toledo, que também entrou na briga depois de vencer em J-Bay.

E como já era de se esperar, a  tarefa dos dois finalistas não foi nada fácil. Mas parece que as condições do pico e a intimidade de Filipinho com as ondas de Trestles falaram bem mais alto. Com um placar final de 15.57 de Filipe contra 9.80 de Jordy, a festa  100% brasileira na Califórnia foi garantida pelo local de Ubatuba, que com esse resultado agora ocupa o quinto lugar no ranking do CT

Tags:
COMPARTILHAR