AGUARDE
03 janeiro 2018

Brasileira é atacada por tubarão no Havaí

Dor e choque na Meca do surfe

Marjorie Mariano, 54 anos, brasileira radicada no North Shore de Oahu, foi atacada por um tubarão às 6 da tarde do último domingo, dia 31 de Dezembro, em Hultans, bancada próxima a Laniakea pico tradicional  das “ 7 milhas milagrosas” que compreendem as praias entre Haleiwa e Sunset. 

Segundo relato de um amigo, o surfista e mergulhador Ricardo Taveira, Marjorie estava aproveitando as últimos raios de luz do dia para surfar, mas como as séries estavam demoradas ela parou para contemplar o nascer da lua. Um pouco depois cansada de esperar ela resolveu sair do mar remando pelo canal. Foi aí que ela acabou atacada. O animal, que por conta da mordida na prancha e a descrição das características, foi identificado como um tubarão tigre, mordeu a perna esquerda de Marjorie na altura do joelho. Após sentir uma dor severa com a primeira mordida, por instinto, a surfista encarou o animal, que bateu em retirada. Para sair do mar Marjorie, em estado de choque, contou com a ajuda de dois surfistas e um deles fez um torniquete com a “cordinha” de uma prancha para estancar o sangue até a chegada dos paramédicos. A brasileira foi levada ao Queens Hospital, em Honolulu, onde foi submetida a uma cirurgia que salvou sua perna da amputação, mas levou cerca de 100 pontos.

No momento do atendimento rolou mais um drama. Quando perguntada sobre um contato, caso algo acontecesse algo de errado durante a intervenção médica, Marjorie pensou em sua melhor amiga Telma Bonville, outra brasileira radicada nas Ilhas do “Aloha Spirit” , que foi brutalmente assassinada no North Shore, no último mês de Dezembro. 

Vale lembrar que em locais onde existe a presença constante de tubarões, como em praias da Austrália, África do Sul, Califórnia e Havaí, recomendasse evitar surfar ou nadar de manhã cedo e no final da tarde, pois são os momentos do dia onde os animais estão mais ativos.  

Pela gravidade da lesão, Marjorie vai ficar um bom tempo impossibilitada de trabalhar e como as contas nesse tipo de atendimento nos Estados Unidos são sempre astronômicas, mesmo para quem tem seguro, os amigos criaram uma conta para doações no site GoFund.com para arrecadar recursos. Siga o link abaixo. Aloha!

https://www.gofundme.com/helpmarjoriesharkattack

Tags:
COMPARTILHAR