AGUARDE
29 abril 2018

Brasil quebra recorde do Big Wave Awards

Rodrigo Koxa leva o principal prêmio do Big Wave Awards e garante o recorde de maior onda já surfada

A nata do surfe de ondas grandes mundial se encontrou em Santa Monica, Califórnia, Estados Unidos, onde aconteceu o Big Wave Awards 2018, o nosso oscar do big surfe. Entre tantos nomes premiados, ninguém saiu do evento mais feliz que o brasileiro, local do Guarujá, em São Paulo, Rodrigo Koxa. Isso porque após confirmarem que a bomba surfada pelo paulista no dia 8 de novembro de 2017 em Nazaré, Portugal, tinha 80 pés, pouco mais de 24 metros, Koxa não só recebeu o prêmio pela maior onda surfada na temporada, como também entrou no livro dos recordes. O feito do brasileiro supera a onda de quase 24 metros surfada por Garrett McNamara, também em Nazaré, Portugal.

A onda de Nazaré, que deu a Koxa o prêmio de maior onda surfada também rendeu ao inglês Andrew Cotton o troféu de vaca do ano. Por conta dessa vaca, o inglês quebrou algumas vértebras e segue há seis meses afastado do surfe. Agora se o badalado pico de  Nazaré recebeu dois prêmios no Big Wave Awards 2018, a temida onda de Jaws apareceu nos outros três troféus. A bomba surfada por Ian Walsh no final de outubro, durante o Pea’hi Challenge, rendeu ao havaiano os títulos de onda e tubo no ano.
Vencedor da maior onda na remada de 2016, Aaron Gold repetiu o feito nessa temporada e levou mais um caneco dessa mesma categoria para casa.

A festa brasileira ficou completa com a consagração de Lucas Chianca como a melhor performance da temporada. Com isso o surfista de Saquarema segue como um dos principais nomes do surfe de ondas grandes do planeta.

Entre as mulheres, Paige Alms venceu sem surpresas garantiu seu terceiro prêmio no XXL.

 

 

Tags:
COMPARTILHAR